Confira nossos Serviços

Postado em 24 de Julho de 2015 às 17h42

Indústria de SC gasta 14% do faturamento em logística

Mercado (4)

Pesquisa apresentada pela FIESC mostra que o setor produtivo tem custos superiores à média brasileira. Entidade divulgou ainda estudos sobre as ferrovias, como a Litorânea, e a situação da infraestrutura em Santa Catarina, que preocupa o setor.

Os custos com transporte representam 49% do total gasto pelas indústrias catarinenses com logística de suprimentos e produtos acabados. Isto significa que 7% do faturamento total do setor produtivo é direcionado para este fim, enquanto outros 7% são despendidos com estoque e armazenagem. O impacto sobre as indústrias do Estado, de 14%, é maior que a média brasileira, de 11,2%, e que os 9% estimados para outros países. Estas são algumas das conclusões da pesquisa Custos Logísticos na Indústria Catarinense, lançada no final de junho, durante evento da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) sobre a infraestrutura de transportes e logística do Estado.

O material mostra que o custo com logística é ainda mais pesado para alguns segmentos produtivos. Entre eles, se destaca o de madeira (26% do faturamento), material elétrico (22%) e mecânica (22%). O estudo foi realizando em conjunto com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e ouviu 55 empresas, que respondem por 20% do PIB industrial do Estado.
“Estamos mostrando que Santa Catarina tem que investir muito em infraestrutura e logística, além de aumentar o uso de outros modais, como é o caso da cabotagem. Também enfatizamos a necessidade de um acompanhamento e um planejamento integrado dos investimentos”, afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte.
Ele destaca também a situação do planejamento da ferrovia Litorânea. "O projeto encontra-se parado porque a Funai não permite que a transposição do morro dos cavalos seja feito como previsto pelo DNIT. A proposta feita pela Funai vai onerar a ferrovia em R$ 16 bilhões. Ela demanda novos túneis e aumenta o traçado em mais de 30 quilômetros, o que inviabiliza o projeto da ferrovia Litorânea. Temos que lutar para que o projeto possa ter prosseguimento e a obra ser iniciada", disse.

Dados mostram que Santa Catarina recebeu, em 2014, 37% do total previsto para a infraestrutura de transportes no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e no Orçamento Geral da União. Até junho deste ano o repasse está em 0,09%. Presente no evento, o coordenador da Frente Parlamentar Catarinense, deputado Mario Mariani, anunciou a marcação de audiência com o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues. O encontro está agendado para esta quarta-feira (01) e tem como pauta os estudos apresentados na reunião.
Fonte: www.fiesc.com.br

Veja também

Produção industrial cresce em nove dos 14 locais pesquisados em maio, diz IBGE24/07/15 A produção industrial cresceu em nove dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em maio. O resultado interrompeu três meses consecutivos de redução no setor. Dados divulgados hoje (10) indicam que as maiores altas foram registradas no Ceará, com 3,6%, Amazonas, 2,6%; em Pernambuco 1,4%; e Minas Gerais, 1,3%. Tiveram......
Estudante brasileiro é destaque em pesquisa sobre robótica nos EUA24/07/15 O aluno brasileiro de Automação Industrial, Mairon Figueiredo Marques, recebeu um convite do pesquisador Hugh A. Bruck, da Universidade de Maryland, perto de Washington, nos Estados Unidos, para fazer parte do seu grupo de pesquisas sobre......

Voltar para Notícias